SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Milho sobe no Brasil acompanhando recentes ganhos de Chicago e dólar

Milho sobe no Brasil acompanhando recentes ganhos de Chicago e dólar


Fonte: Cenário MT (12 de agosto de 2019 )

O mercado brasileiro de milho teve uma semana de cotações mais altas. O mercado doméstico seguiu buscando a paridade de exportação, e os recentes ganhos na semana para o milho na Bolsa de Chicago, com avanços também no dólar (apesar da perda dessa sexta-feira), garantiram sustentação às cotações nos portos e também ao produtor.

 

Ultimamente, o mercado vinha sendo pressionado por perdas na Bolsa de Chicago (CBOT) e pela entrada da safrinha, com a paridade de exportação redundando em preços mais baixos para o milho internamente. Nessa semana o mercado mostrou-se mais firme pela reversão nessa tendência de Chicago e apoiado pelo dólar. Embora a safrinha recorde ainda pese sobre o mercado.

Em Chicago, os preços avançaram pela expectativa com o relatório de oferta e demanda do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), que será divulgado na segunda-feira, dia 12. A expectativa é num corte nas estimativas de produtividade da safra americana 2019/20, com diminuição no número de safra, o que garantiu avanços nos preços na bolsa.

 

Assim, as cotações acabaram avançando também nos portos, e pela paridade de exportação pouco a pouco os preços avançaram nas principais praças do país. Não foram fortes aumentos, até porque a safrinha ainda limita altas.

No balanço semanal, as cotações subiram no Porto de Santos na base de compra de R$ 36,50 a saca para R$ 39,50. Em Campinas/CIF, o preço passou de R$ 38,50 a saca de 60 quilos para R$ 39,00 na base de venda. Já na mogiana paulista, o preço subiu de R$ 34,00 para R$ 36,00. Em Minas Gerais, em Uberlândia, o valor passou de R$ 34,50 para R$ 35,00 a saca.

 

Em Cascavel, no Paraná, o preço subiu no comparativo semanal de R$ 34,00 para R$ 34,50 a saca na venda. Já no Rio Grande do Sul, o preço avançou em Erechim de R$ 40,00 a saca para R$ 41,50.

 

Em Rio Verde, Goiás, a cotação na venda para o milho subiu de R$ 30,00 para R$ 30,00 a saca. E, em Rondonópolis, Mato Grosso, o preço baixou de R$ 28,50 para R$ 28,00 a saca na venda.


Mais lidas


No dia 11 de junho, Data Magna da Marinha, a Comissão de Limites da Plataforma Continental (CLPC) publicou, em seu portal da Organização das Nações Unidas (ONU) na internet, recomendação na qual legitimou ao Brasil incorporar 170.000 km2 de área de Plataforma Continental, além da Zona Econômica Exclusiva.   O processo de estabelecimento do limite exterior […]

Leia Mais