SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   34,1% das empresas do TRC da Baixada Santista já adotam redução de jornada e salário, por conta da Covid-19

34,1% das empresas do TRC da Baixada Santista já adotam redução de jornada e salário, por conta da Covid-19


Fonte: ABOL (20 de maio de 2020 )
Foto: SASP

Entre os dias 24 de abril e 8 de maio, diversas empresas de transporte responderam à pesquisa enviada pelo Sindisan, no intuito de avaliar os impactos trazidos pela pandemia da Covid-19 no Litoral Paulista.

 

Apesar de o Transporte Rodoviário de Carga estar entre as atividades essenciais, ficou claro que o setor vem sentindo os efeitos do isolamento social e da proibição de atuação de empresas de diversas atividades econômicas.

 

“Nossa região abriga o maior Porto da América Latina e de nada adianta ter um setor liberado para trabalhar, se temos as operações afetadas em virtude da paralisação das atividades dos demais setores. Estamos vendo o desemprego batendo na porta de muitos”, avalia o presidente do Sindisan, André Neiva.

 

Para Neiva, a reabertura do comércio e a liberação de trabalho para as empresas, com todas as medidas de segurança necessárias, é essencial. “O setor parabeniza o Governo Federal pelo trabalho e esforço na tentativa de resgate da economia. Infelizmente, alguns estados e municípios não seguem na mesma linha”, finalizou o presidente.

 

O cenário geral da pesquisa pode ser conferido abaixo:

 

As questões ligadas à OPERAÇÃO tiveram as seguintes respostas:

1 – 82,9% operam Carga Geral Lotação

2 – 46,3% operam Importação

3 – 41,5% tiveram queda no movimento entre 31% e 50%

4 – 22% atendem predominantemente o setor Industrial: setor químico e agroquímico

5 – 58,5% das empresas têm faturamento médio mensal bruto, em condições normais, entre R$ 1.000.001 a R$ 5.000.000

 

Quanto às MEDIDAS TRABALHISTAS adotadas:

1 – 63,4% indicaram que o aditivo à CCT do Sindisan correspondeu às necessidades da empresa;

2 – 34,1% das empresas adotaram a redução de salário. Destas, 85,7% optaram por reduzir 25%; e 14,3% por reduzir 50%;

3 – Os setores mais afetados pela redução foram o administrativo e o operacional;

4 – 19,5% das empresas suspenderam contratos de trabalho;

5 – 22% adotaram o banco de horas para os motoristas;

6 – 82,9% adotaram o sistema home office;

7 – 31,7% optaram por pagamento proporcional de VR;

8 – 53,7% optaram por pagamento proporcional de VT;

9 – 41,5% optaram pela postergação e/ou parcelamento da segunda parcela da PLR.


Mais lidas


View this post on Instagram #SPAnaPrevençãoAoCoronavírus A SPA recebeu hoje (28/04) 8 mil litros de álcool em gel, doados pela Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec) e pela Associação Nacional dos Exportadores de Algodão (Anea) para auxiliar o Porto de Santos no combate à pandemia pelo novo coronavírus. A ação contou com intermediação do […]

Leia Mais

  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais

No dia 11 de junho, Data Magna da Marinha, a Comissão de Limites da Plataforma Continental (CLPC) publicou, em seu portal da Organização das Nações Unidas (ONU) na internet, recomendação na qual legitimou ao Brasil incorporar 170.000 km2 de área de Plataforma Continental, além da Zona Econômica Exclusiva.   O processo de estabelecimento do limite exterior […]

Leia Mais