SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Docas do Rio assina acordo com SINDOPERJ para regularizar Centro de Atendimento a Emergências

Docas do Rio assina acordo com SINDOPERJ para regularizar Centro de Atendimento a Emergências


Fonte: Companhia Docas do Rio de Janeiro (16 de janeiro de 2020 )

Após cinco anos de tratativas, foi assinado o Acordo de Cooperação Técnica entre a Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) e o Sindicato dos Operadores Portuários do Estado do Rio de Janeiro (SINDOPERJ), regularizando o funcionamento do Centro de Atendimento a Emergências (CAE) no Porto do Rio de Janeiro, que tem o objetivo de reduzir as ocorrências e os impactos ocasionados por vazamento de óleo e derivados.

 

Esse acordo estabelece as atividades a serem desenvolvidas em regime de cooperação entre o SINDOPERJ e a CDRJ, visando a manutenção do CAE, de interesse comum, com objetivo de atender às necessidades do Porto do Rio de Janeiro, contemplando as áreas sob gestão pública ou arrendadas, e o cumprimento de exigência feita pelo órgão ambiental competente.

 

Para o superintendente de Meio Ambiente e Segurança do Trabalho da CDRJ, Handley Corrêa, “a assinatura do acordo demonstra a boa vontade das partes envolvidas para regularizar a situação que se encontrava pendente desde 2014 e representa um avanço na questão da prevenção, monitoramento e combate aos eventos acidentais com óleo e derivados, de forma compartilhada entre a Autoridade Portuária e as empresas instaladas no porto”.

 

O CAE foi inaugurado em 2009, fruto de discussões e estudos entre a CDRJ, os Operadores Portuários e o órgão ambiental, e sempre funcionou ativamente e sem interrupções, mesmo com o acordo oficial pendente por um período. O serviço conta com uma equipe dedicada, em regime de trabalho de 24h/ dia, 7 dias/ semana, com capacidade de atendimento a até dois casos simultâneos de acidente.


Mais lidas


  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais

No dia 11 de junho, Data Magna da Marinha, a Comissão de Limites da Plataforma Continental (CLPC) publicou, em seu portal da Organização das Nações Unidas (ONU) na internet, recomendação na qual legitimou ao Brasil incorporar 170.000 km2 de área de Plataforma Continental, além da Zona Econômica Exclusiva.   O processo de estabelecimento do limite exterior […]

Leia Mais