SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Wilson Sons Agência fecha novo contrato com a Vale

Wilson Sons Agência fecha novo contrato com a Vale


Fonte: Portos e Navios (15 de janeiro de 2020 )

A Wilson Sons Agência, empresa de agenciamento marítimo do Grupo Wilson Sons, foi contratada pela mineradora Vale para atendimento de navios nos portos de Ponta da Madeira (MA), Itaguaí (RJ) e Tubarão (ES). “A expectativa para 2020 é bem positiva. Não é a primeira vez que atendemos a Vale e esse novo contrato vem reforçar a nossa parceria”, destaca Luiz Maluza, gerente de Negócios da Wilson Sons Agência.

 

A previsão é que sejam atendidos de 20 a 25 navios por mês. Cada embarcação transporta, em média, 150 mil toneladas de minério e tem como principal destino a China. Maluza ressalta que a estrutura da Wilson Sons Agência, com atuação em todos os portos onde a Vale opera, foi um dos fatores importantes para a contrato, que tem duração de três anos. “Destaco também o preço competitivo, a qualidade dos serviços e a solidez do Grupo Wilson Sons”, informa o gerente de Negócios da empresa.

 

A Wilson Sons Agência foi o primeiro negócio do Grupo Wilson Sons, com mais de 180 anos de atuação. Hoje é uma das maiores empresas independentes de agenciamento marítimo do país, presente nos principais portos brasileiros por meio de 18 filiais próprias. De a janeiro a dezembro deste ano, atendeu a mais de 1,5 mil embarcações, nos mais diversos segmentos como minério, carvão, aço, açúcar, grãos, fertilizantes, líquidos, segmento offshore e navios de passageiros.


Mais lidas


  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais

No dia 11 de junho, Data Magna da Marinha, a Comissão de Limites da Plataforma Continental (CLPC) publicou, em seu portal da Organização das Nações Unidas (ONU) na internet, recomendação na qual legitimou ao Brasil incorporar 170.000 km2 de área de Plataforma Continental, além da Zona Econômica Exclusiva.   O processo de estabelecimento do limite exterior […]

Leia Mais