SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Navio patrulha da Marinha atraca no Porto de Paranaguá

Navio patrulha da Marinha atraca no Porto de Paranaguá


Fonte: Agência de Notícias do Paraná (15 de janeiro de 2020 )

O Porto de Paranaguá recebeu nesta segunda-feira (13) o Navio Patrulha Oceânica Amazonas (P-120), da Marinha do Brasil. A embarcação que atracou no berço 205 do cais comercial é a primeira das Forças Armadas do Brasil a fazer procedimento de apoio no cais público paranaense em 2020.

 

Desta vez, como a passagem é breve, o navio não abriu para visitação – o Oceânica Amazonas desatracou nesta terça (14). De acordo com a Capitania dos Portos do Paraná, o NPaOc Amazonas realiza patrulha, inspeção naval e ações de presença na área de fundeio na Barra de Paranaguá, acesso ao Canal da Galheta e ao Porto de Paranaguá. Além disso, vai apoiar o transporte de lanchas de patrulha naval entre Organizações Militares.

 

Em nota, a Marinha reforça que as atividades no litoral paranaense fazem parte da missão de exercer a fiscalização do tráfego aquaviário, visando o resguardo dos recursos do mar territorial, Zona contígua e Zona Economicamente Exclusiva contra a ação de frotas pesqueiras estrangeiras atuando ilegalmente; contribuir para a segurança das plataformas de exploração de petróleo, contra ações de sabotagem; realizar patrulhas costeiras, visando o controle do litoral e de áreas marítimas costeiras; e ações de busca e salvamento marítimo, sob responsabilidade do Salvamar Brasil.


Mais lidas


  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais

No dia 11 de junho, Data Magna da Marinha, a Comissão de Limites da Plataforma Continental (CLPC) publicou, em seu portal da Organização das Nações Unidas (ONU) na internet, recomendação na qual legitimou ao Brasil incorporar 170.000 km2 de área de Plataforma Continental, além da Zona Econômica Exclusiva.   O processo de estabelecimento do limite exterior […]

Leia Mais