SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Porto do Itaqui retoma linha regular de contêiner

Porto do Itaqui retoma linha regular de contêiner


Fonte: Logoweb (14 de janeiro de 2020 )

Após uma temporada de testes e ajustes, iniciados em agosto de 2019, será retomada em fevereiro, em escala semanal, a linha regular de contêineres no Porto do Itaqui. O anúncio foi feito após reunião, nesta semana, com as lideranças da EMAP – Empresa Maranhense de Administração Portuária – e da empresa Aliança Navegação e Logística.

 

“O objetivo dessa retomada é atrair mais negócios e reduzir o custo logístico para as empresas maranhenses, fortalecendo uma cadeia fundamental para o desenvolvimento econômico do Estado. O mercado também se organizou para consolidar as cargas e o Porto do Itaqui hoje conta com toda a infraestrutura necessária para essa operação”, afirma o presidente da EMAP, Ted Lago.

 

Segundo o gerente nacional de vendas/cabotagem da Aliança Navegação e Logística, Jaime Batista, a partir da segunda semana de fevereiro o navio Aliança Leblon iniciará as operações semanais no Itaqui. “Passamos alguns meses testando, monitorando a produtividade, um período também de muita prospecção de carga com resultados bastante positivos por parte dos empresários da região, o que nos motivou a atuar semanalmente”, disse.

 

“Agora o Maranhão está na rota de cabotagem do mercado nacional e a expectativa é crescer muito a partir deste ano”, afirma Batista. À medida que essa opção semanal for disseminada no mercado a tendência é aumentar o volume de movimentação. As cargas são variadas: alimentos, material de construção, matéria-prima para indústrias, arroz, frango refrigerado, dentre outras. A expectativa inicial é movimentar 1.800 contêineres/mês.

 

Há dois anos começaram as tratativas entre o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), EMAP, comunidade portuária e iniciativa privada. A EMAP vem investindo, desde 2015, em infraestrutura e estudos de viabilidade, plano que culminou com a entrega de um novo pátio para contêiner em 2017, equipado com tomadas para operação de carga refrigerada.

 

O esforço conjunto conta com apoio dos sindicatos de trabalhadores portuários do Itaqui (conferentes, arrumadores e estivadores), praticagem, operadores, agentes de cargas, agência marítima e da Aliança Navegação e Logística.

 

A infraestrutura portuária para armazenagem de contêineres do Porto do Itaqui contempla uma área de 20.250 metros quadrados com capacidade estática para 1.341 TEUS. Foram investidos R$ 10 milhões na obra de engenharia e outros R$ 9 milhões na reestruturação do sistema elétrico.


Mais lidas


  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais

No dia 11 de junho, Data Magna da Marinha, a Comissão de Limites da Plataforma Continental (CLPC) publicou, em seu portal da Organização das Nações Unidas (ONU) na internet, recomendação na qual legitimou ao Brasil incorporar 170.000 km2 de área de Plataforma Continental, além da Zona Econômica Exclusiva.   O processo de estabelecimento do limite exterior […]

Leia Mais