SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Bolsonaro não comparece a visita a Codesp e decepciona portuários, que realizam ato pacífico

Bolsonaro não comparece a visita a Codesp e decepciona portuários, que realizam ato pacífico


Fonte: G1 (14 de janeiro de 2020 )
Portuários foram para frente do prédio da Codesp, em Santos, SP, e estenderam vários cartazes — Foto: Divulgação/Sindestiva

 

Dezenas de trabalhadores portuários estiveram, no início da tarde desta segunda-feira (13), em frente ao prédio da Codesp, onde estava prevista a visita do presidente Jair Bolsonaro. O objetivo dos trabalhadores era apresentar reivindicações da categoria. O presidente antecipou o retorno à Brasília e não compareceu, o que provocou decepção aos trabalhadores.

 

Os portuários foram para frente do prédio da Codesp, localizado na avenida Rodrigues Alves, em Santos, e estenderam vários cartazes. A diretoria do Sindicato dos Estivadores (Sindestiva) e do Sindicato dos Empregados Terrestres em Transportes Aquaviários e Operadores Portuários do Estado de São Paulo (Settaport) organizaram a manifestação.

 

“Esperávamos nessa oportunidade poder entregar pessoalmente, ao presidente Bolsonaro, as nossas reivindicações por meio de um ofício, o qual solicita garantias para os trabalhadores avulsos, já que em um vídeo durante a sua campanha alegou que daria uma atenção a todos os trabalhadores avulsos do Brasil”, explicou o Presidente do Sindestiva, Nei da Estiva.

 

Segundo Nei, a categoria enviará um oficio ao presidente com sugestões de melhorias e reivindicações dos trabalhadores. “O Porto de Santos vem passando grandes dificuldades. A imprensa notícia recordes e mais recordes, mas o trabalhador está cada vez mais empobrecendo. A cidade empobrece quando o trabalhador empobrece. Quem faz circular o dinheiro na cidade são os trabalhadores”, falou Nei.

 

Dezenas de trabalhadores portuários estiveram em frente ao prédio da Codesp, onde estava prevista a visita de Bolsonaro — Foto: Divulgação/Sindestiva

“Lamentavelmente ele (presidente) não compareceu e ficamos sem ter essa resposta. Precisamos estar unidos para retomar a economia da nossa região e tem que ser através do Porto, gerando emprego e distribuindo renda para todos os portuários”, disse Chico Nogueira, presidente do Settaport.

 

Manifestação foi realizada após presidente não visitar a Codesp nesta segunda-feira (13) — Foto: Divulgação/Sindestiva

Em nota, a assessoria de imprensa da Presidência da República afirmou que o Palácio do Planalto não comenta sobre o assunto.


Mais lidas


  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais

No dia 11 de junho, Data Magna da Marinha, a Comissão de Limites da Plataforma Continental (CLPC) publicou, em seu portal da Organização das Nações Unidas (ONU) na internet, recomendação na qual legitimou ao Brasil incorporar 170.000 km2 de área de Plataforma Continental, além da Zona Econômica Exclusiva.   O processo de estabelecimento do limite exterior […]

Leia Mais