SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Ministra fala a embaixadores europeus sobre sustentabilidade na agricultura brasileira

Ministra fala a embaixadores europeus sobre sustentabilidade na agricultura brasileira


Fonte: Grupo Cultivar (6 de novembro de 2019 )
O acordo entre Mercosul e União Europeia também foi debatido no encontro.

A importância do acordo entre o Mercosul e a União Europeia, as convergências em agendas de sustentabilidade e o reconhecimento dos padrões de sanidade já adotados no Brasil foram debatidos nesta segunda-feira (04) em encontro da ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) com embaixadores da União Europeia.

 

A ministra falou aos embaixadores sobre a preocupação do Brasil com a sustentabilidade na agricultura. “O mundo vai precisar cada vez mais de alimentos saudáveis. Não entendo que a preservação ande separada do desenvolvimento”, disse, lembrando a importância da legislação brasileira para a preservação do meio ambiente, como o código florestal, além de iniciativas como o Plano ABC e o Plano Nacional de Florestas Plantadas.

 

Os embaixadores destacaram que é importante ter um maior conhecimento da realidade brasileira para que nossas iniciativas aliando produtividade e sustentabilidade possam ser corretamente transmitidas aos outros países. A ministra colocou o Mapa à disposição dos embaixadores para fornecer informações fidedignas sobre o Brasil para os países da União Europeia. “O Mapa está à disposição com informações, dados e o que precisarem para que essa informação chegue de maneira correta”, destacou Tereza Cristina.

 

A ministra também ressaltou a importância do acordo entre o Mercosul e a União Europeia para a agricultura brasileira. Para ela, o acordo vai trazer benefícios para os dois blocos e será importante para ampliar a pauta de exportação do Brasil para a União Europeia.

 

“Temos outras coisas também para trabalhar em conjunto que poderão trazer benefícios para os produtores brasileiros e também para o consumidor europeu. Para o setor agrícola, é um acordo sem precedentes, vai ser um divisor de águas para nós”, disse. Os principais produtos exportados para o mercado europeu são farelo de soja, soja em grãos, café verde, suco de laranja e milho, que representam 73% das exportações agrícolas brasileiras para a União Europeia. O objetivo é consolidar essas posições e assegurar maior acesso também a outros produtos.

 

Este foi o primeiro almoço de um ministro brasileiro com embaixadores dos países-membros da União Europeia desde que o novo embaixador da Delegação da União Europeia  no Brasil, Ignacio Ybañez, assumiu suas funções, em julho deste ano. O encontro foi realizado na Embaixada da Finlândia, país que tem a presidência rotativa da União Europeia. O Brasil encontra-se na presidência rotativa do Mercosul.


Mais lidas


No dia 11 de junho, Data Magna da Marinha, a Comissão de Limites da Plataforma Continental (CLPC) publicou, em seu portal da Organização das Nações Unidas (ONU) na internet, recomendação na qual legitimou ao Brasil incorporar 170.000 km2 de área de Plataforma Continental, além da Zona Econômica Exclusiva.   O processo de estabelecimento do limite exterior […]

Leia Mais