SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Baixada Santista permanece sob atenção para inundações e ressaca

Baixada Santista permanece sob atenção para inundações e ressaca


Fonte: G1 (16 de agosto de 2019 )
Ressaca espalha água e pedras na avenida da Ponta da Praia em Santos, SP — Foto: Marcela Pierotti/G1

Municípios da Baixada Santista, no litoral de São Paulo, estão em estado de atenção nesta quinta-feira (15) após a ressaca do mar atingir a região e causar inundações, preocupando moradores. Em cidades como Santos, São Vicente e Mongaguá, a Defesa Civil registrou pontos de alagamento por conta do nível da maré, que chegou a quase dois metros.

 

Em Santos, a ressaca fez com que a água atingisse a altura da calçada na Ponta da Praia, deslocando pedras para a Avenida Bartolomeu de Gusmão. Na Zona Noroeste da cidade, a Rua Bóris Kauffmann registrou pontos de alagamento mas permanece transitável, de acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego de Santos (CET-Santos).

 

A Defesa Civil do município informou, ainda, que a maré atingiu seu pico por volta das 15h, quando chegou a 1,89 metro na Ponta da Praia. Nenhuma ocorrência foi registrada em Santos durante o período, no entanto, os morros seguem sob estado de observação.

 

Maré alta causa alagamentos em ruas do Jóquei Clube em São Vicente, SP — Foto: Solange Freitas/G1

Em São Vicente, a maré alta, que chegou a 1,81 metro, também provocou alagamentos em trechos da Avenida Augusto Severo, no bairro do Jóquei Clube. A Defesa Civil do município não registrou ocorrências ou moradores desabrigados, no entanto, informa que a cidade também permanece sob estado de observação.

 

Já em Mongaguá e Praia Grande, a ressaca assustou os moradores, mas não chegou a prejudicar o tráfego na orla dos municípios. Em Mongaguá, a ressaca chegou a atingir a avenida da praia, que permaneceu trafegável. Também não houve dano estrutural às muretas da orla. Em Praia Grande, apesar da força da ressaca e do nível da maré, não foram registradas ocorrências.

 

Alerta
A Defesa Civil de Santos alertou para a possibilidade de ressaca na terça-feira (13), deixando a cidade em alerta pelo protocolo do Plano Municipal de Contingência para Ressacas e Inundações.

 

Um ‘aviso aos navegantes’ também foi emitido pela Marinha do Brasil, mantido em vigor pela previsão de ressaca entre o litoral de Santa Catarina e o Rio de Janeiro. O Porto de Santos chegou a ser interditado por conta do mau tempo.


Mais lidas


No dia 11 de junho, Data Magna da Marinha, a Comissão de Limites da Plataforma Continental (CLPC) publicou, em seu portal da Organização das Nações Unidas (ONU) na internet, recomendação na qual legitimou ao Brasil incorporar 170.000 km2 de área de Plataforma Continental, além da Zona Econômica Exclusiva.   O processo de estabelecimento do limite exterior […]

Leia Mais