SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Operações   /   ‘Maiores portos são públicos’, afirma Júnior Bozzella

‘Maiores portos são públicos’, afirma Júnior Bozzella


Fonte: Diário do Litoral (14 de janeiro de 2019 )
Bozzela falou em descentralização parcial, respeitando as particularidades de todos os setores. (Foto: Rodrigo Montaldi/DL)

O deputado federal eleito Júnior Bozzella (PSL)  garantiu ontem que a privatização do Porto de Santos está totalmente descartada. Bozzella  lembrou que a descentralização é a bola da vez.

 

O político ressaltou que participou de reuniões com os ministros da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e da Economia, Paulo Guedes, onde foram discutidos os dois projetos para administrar o Porto de Santos.

 

“Em posse dessas informações criei um conselho consultivo onde ouvimos os prefeitos da região que estão diretamente envolvidos na pauta, Valter Suman, do Guarujá, e Paulo Alexandre Barbosa, de Santos, lideranças sindicais que representam os trabalhadores portuários, empresários ligados ao porto, Sopesp, e especialistas da área com a missão de encontrar um modelo que, de forma equilibrada, atenda aos anseios de todo o grupo e necessidades da população”.

 

Bozzella ressaltou que a privatização do porto foi descartada e o próximo passo é descentralizar o poder de forma parcial, de acordo com as particularidades e necessidades de cada segmento portuário.

 

“Os exemplos ao redor do mundo mostram que aqueles países que optaram pela privatização voltaram atrás, por verem que é um modelo que não funciona. Os maiores e melhores portos do mundo são administrados por empresas públicas, porém descentralizados, com princípios privados e nenhuma interferência política. Entendemos hoje que o melhor caminho é a gestão onde exista a presença do município, Estado e Governo Federal”, afirmou o deputado.

 

O político vicentino criou um conselho e está organizando uma minuta que será levada para apreciação dos prefeitos da região e, depois, ao governador do Estado, João Doria.  “A partir de 1 de fevereiro quando tomo posse, vamos fazer uma nova discussão com o governo Federal, por intermédio de uma Frente Parlamentar, a minuta desse novo modelo de gestão para o Porto de Santos”, finalizou Bozzella.

 

Cruzeiros

Cerca de 30 mil turistas circularão no Terminal Marítimo de Passageiros Concais nas operações de desembarque, embarque e trânsito de quatro navios que chegam neste fim de semana à Cidade. Procedente do Balneário de Camboriú, atraca neste sábado, às 6h30, o MSC Seaview pela oitava vez. Com capacidade para 5.429 hóspedes, faz sua estreia no país segue por volta das 19h para Búzios e Ilha Grande (RJ), Salvador e Ilhéus (BA), para roteiro de sete noites.

 

O Quarteto de Cordas Martins Fontes recepciona, às 11h30 amanhã, os cerca de nove mil turistas que desembarcam e embarcam nos navios Poesia (MSC), Favolosa (Costa) e Sovereign (Soberano, da Pullmantur).

 

O Poesia, que chega aproximadamente às 8h de Punta del Este e Montevidéu (Uruguai) e Buenos Aires (Argentina), segue no final do dia para cumprir o mesmo roteiro de sete noites. O Favolosa atraca no mesmo horário, procedente de Buenos Aires e Montevidéu, e parte às 18h para Búzios, Salvador e Ilhabela (SP) em cruzeiro de seis noites. Às 9h, é a vez do Sovereign que vem de minicruzeiro pelo Rio de Janeiro e Camboriú, e segue às 18h para o Rio.


Mais lidas


  A reunião contou com a participação de representantes da ACS (Associação Comercial de Santos), CAP (Conselho de Autoridade Portuária), FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), CONSAD (Conselho de Administração da CODESP), ABTTC (Associação Brasileira dos Terminais Retroportuários e das Transportadoras de Contêineres), SINDSAN (Sindicato das Empresas de Transporte Comercial de Carga do Litoral […]

Leia Mais